A pequena grande Lucia Lambertini, nossa primeira Emília!

A pequena grande Lucia Lambertini, nossa primeira Emília!

A pequena grande Lucia Lambertini, nossa primeira Emília!

Graciosa, alegre, baixinha e muito expansiva, a atriz Lucia Lambertini, aparentava menos idade do que tinha, encaixando se bem tipo físico ideal para boneca de pano Emília.
 
Quando a TV Tupi foi inaugurada, em 1950, a atriz Lúcia Lambertini já tinha amizade com o casal Tatiana Belinky e Júlio Gouveia, que começaram as tratativas para lançar os programas infantis na televisão, o que se concretizou em 1952.
 
Sempre expansiva e alegre, Lúcia tinha talento e o tipo físico que se encaixava como uma luva no papel de Emília, a boneca de pano da obra de Monteiro Lobato, na primeira adaptação do Sítio do Pica-Pau Amarelo para a TV Tupi de São Paulo.
 
Entre 1955 e 1956, como o programa original era transmitido apenas em São Paulo, a TV Tupi produziu uma versão em sua sede no Rio de Janeiro com um elenco diferente.
 
Apenas Lúcia permaneceu no papel de Emília, viajando semanalmente para aparecer nas duas versões
 
Lúcia Lambertini intercalou seus trabalhos de atriz, aos de redatora de novelas e produtora de programas de TV. Se casou com o diretor e produtor Hélio Tozzi. Faleceu em agosto de 1976, aos 50 anos de idade.  
 
A atriz Dulce Margarida substituiu Lúcia Lambertini por duas vezes no Sítio, nas ocasiões em que a atriz precisou ficar afastada da série, quando se casou e quando ficou grávida. Ficou definitivamente na série que era exibida para São Paulo, quando Lúcia decidiu se mudar para o Rio de Janeiro.